Foucault e o cinismo de Manet Show all records where Título is equal to Foucault e o cinismo de Manet
André Pereira de almeida Show all records where Autor is equal to André Pereira de almeida
UERJ Show all records where Instituição is equal to UERJ

Na segunda hora da aula do dia 29 de fevereiro de 1984, do curso "Le courage de la verité", Foucault anuncia que é possível encontrar em alguns momentos da história de nossa cultura uma espécie de ressurgências e novas práticas inspiradas no cinismo antigo. São elas: o ascetismo cristão, a militância revolucionária e a arte moderna. Foucault provoca e fornece pistas acerca das três ressurgências, mas pouco desenvolve no que ele chama de "sobrevoos, anotações e trabalho possível". Destarte, abordo neste trabalho uma pesquisa acerca das possíveis influências cínicas na arte moderna a partir dos rastros apontados pelo filósofo, que conceituou a arte moderna da seguinte forma na aula supracitada: "A arte moderna é o cinismo na cultura, é o cinismo da cultura voltada contra ela mesma." Em especial destaco a figura e a obra do pintor Manet, como se o pincel do artista tivesse feito emergir o que a cultura de seu tempo não pode exprimir, provocando a irrupção do que está por baixo e não tinha possibilidade de expressão. Além da alusão a Manet, presente no curso de 1984, são fundamentais para minha pesquisa dois textos mais antigos, da fase foucaultiana classificada de genealógica. Um é o resultado uma entrevista de 1975 com E. Lossowsky, denominada "À quoi rêvent les philosophes?", na qual Foucault ressalta o caráter transgressor da pintura de Manet. E outro é um texto mais informativo, que corresponde a uma análise de treze telas do pintor feita em uma conferência realizada em Túnis no ano de 1971, denominada "La peinture de Manet". Assim como o cínico Diógenes de Sínope escarneceu e desfigurou a cultura grega, Manet zombou e esnobou os modelos estéticos de seu tempo, provocando um descontinuidade cínica na história da arte.

FILOSOFIA FRANCESA CONTEMPORÂNEA Buscar Grupo igual a FILOSOFIA FRANCESA CONTEMPORÂNEA
Dia 25 | Quinta| Sala 213| 10:15-10:45
BW
25/10/2018
FaLang translation system by Faboba