Instituto de Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia (IFILO-UFU)
coloquiomaxweber@gmail.com

O tema deste colóquio será a palestra proferida por Max Weber aos discentes da Associação de Estudantes Livres de Munique, em 07 de novembro de 1917, intitulada “Ciência como vocação”. Nesta conferência, Max Weber disserta sobre o problema das implicações irreversíveis do progresso científico para as decisões da vida prática cotidiana. 

A ciência é tratada inicialmente como uma forma de sabedoria, que tem significação prática e torna-se uma forma específica de vocação no mundo moderno que se erigiu sobre os seus fundamentos. Depois Weber examina as condições sociais do homem que lhe deu origem, e põe em questão quais as necessidades que podem ser satisfeitas por essa nova forma cognitiva e de quais necessidades orgânicas, sociais e intelectuais ela se desprendeu por completo. É nesse conjunto de problemas que se enquadra o tema da vocação. Não mais se trata de um apelo religioso ou de cunho intuitivo ou existencial, mas das condições concretas que convocam o homem para fazer face às tarefas de seu tempo histórico. Weber explora, portanto, essa incongruência insuperável entre os problemas aos quais gostaríamos que a ciência desse alguma solução e aqueles que ela se mostra efetivamente apta a resolver. E essa incongruência forma o momento mais tenso desse texto, porque ele mostra que questões últimas para a vida humana, que sempre foram objeto de investigação para a vida intelectual no ocidente e no oriente, agora se defrontam com uma ciência instituída oficialmente, reconhecida por sua metodologia, mas que, paradoxalmente, não mais reúne condições efetivas para respondê-las. 

O exame dessa obra, portanto, exige o olhar atento de especialistas de diversas áreas do saber. Uma das características marcantes desse evento é que ele é multidisciplinar e teria de sê-lo, uma vez que obra de Max Weber percorre diferentes áreas do saber. Por isso participam desse colóquio filósofos, historiadores, sociólogos, cientistas políticos e antropólogos. Na discussão de um autor como Weber, é indispensável a abertura para diferentes especialidades, que iluminem e atualizem diferentes facetas das suas contribuições para o campo das ciências humanas hoje. 


27 Nov 2017 > Ocorrido há 717 dias
27 Nov 2017 - 30 Nov 2017
19 Set 2017 - 20 Out 2017
19 Set 2017 - 24 Nov 2017

PROGRAMAÇÃO

Programação do “II Colóquio Max Weber: 100 anos de ‘Ciência como vocação’”

 

Dia 27/11/2017

19:00h Prof. Dr. Roberto Mauro Cortez Motta (UFPE)

A tese de Max Weber, antes e depois de Max Weber, na França e no Brasil: antepassados esquecidos e descendentes desconhecidos

 

20:00h Prof. Dr. Sérgio Ricardo da Mata (UFOP)

Ciência como vocação na Alemanha do pós-Guerra

 

Dia 28/11/2017

14:00h Prof. Dr. Daniel Fanta (UFMT)

A integridade intelectual - a dimensão ética no argumento da "Wertfreiheit"

 

14:45h Prof. Dr. Ulisses do Valle (UFG)

Max Weber: o valor da ciência para a vida

 

16:00h Prof. Dr. Luiz Sérgio Duarte da Silva (UFG)

Max Weber: modernização como racionalização?

 

16:45h Prof. Dr. Márcio Ferreira de Souza (UFU)

Permanência e atualidade de Max Weber no pensamento social brasileiro

 

19:00h Prof. Dr. Eduardo Weisz (UBA)

‘La ciencia como vocación': racionalidad e irracionalidad en el profeta bíblico y

en el científico moderno

 

20:00h Prof. Dr. Carlos Eduardo Sell (UFSC)

O desencantamento do mundo: o estado da arte de uma polêmica sempre atual

 

29/11/2017

14:00h Profª. Dr. Mariana Côrtes (UFU)

Desencantamento do mundo e o cosmos econômico intotalizável do

Neoliberalismo

 

14:45h Doutorando Henrique Florentino Faria Custódio (UFMG)

O problema da verificação nas ciências empíricas da ação

 

16:00h Prof. Dr. Renarde Freire Nobre (UFMG)

Weber, Foucault e a ordem dos discursos

 

19:00h Prof. Dr. Eduardo Soares Neves Silva (UFMG)

O problema teoria e prática: Kant e Weber

 

20:00h Prof. Dr. Marcos César Seneda (UFU)

Ciência “sem pressupostos” e naturalização dos valores em Max Weber


Universidade Federal de Uberlândia - Campus Santa Mônica

II Colóquio Max Weber: 100 anos de "Ciência como vocação"
Marcos César Seneda

Inscrições para Comunicadores

- Serão aceitos somente trabalhos vinculados às áreas de Filosofia, História, Ciência Política, Antropologia, Sociologia e Direito, de pós-graduandos, devendo as contribuições ter vínculo direto com o campo da crítica weberiana. Todas as contribuições enviadas para esse e-mail deverão ser apresentadas no II Colóquio Max Weber, a ser realizado entre os dias 27 e 30 de novembro de 2017.

- As comunicações terão a duração de 20 minutos, ficando reservados 10 minutos para debates.

- Os resumos deverão ser enviados no formato ".doc" (word), documento aberto. (Obs: Não serão aceitos resumos em PDF).

RESUMO

- Fonte: Time New Roman 12, espaço 1,5.

- Título: em negrito e tamanho 14.

- Nome do autor ou dos autores.

- Nome do orientador do projeto. (Obs: Se não houver orientador, basta omitir essa informação).

- Especificar a universidade e a faculdade ou departamento de origem.

- Não devem ser enviadas as palavras-chave.

- Resumo do trabalho: entre 150 e 200 palavras.

- E-mail para envio do resumo: coloquiomaxweber@gmail.com, especificando o assunto (Resumo: nome completo do pesquisador) no formulário da caixa de e-mail.

- Data limite para envio do resumo: até o dia 20 de outubro de 2017.

PAGAMENTO

- O valor das inscrições será de R$ 50,00.

- O comprovante de depósito deverá ser enviado em anexo para o e-mail coloquiomaxweber@gmail.com

- Os comunicadores, após a aprovação do resumo e o pagamento da taxa de inscrição estarão inscritos automaticamente como ouvintes, não sendo necessário o pagamento da taxa para ouvintes.

- Aqueles que forem apresentar comunicação poderão efetuar o pagamento até 05 de novembro.


CAPES e FAPEMIG


FaLang translation system by Faboba