7º Colóquio Filosofia e Quadrinhos
UFRJ
funkstroke@yahoo.com

Nos quadrinhos, os eixos descritivo e narrativo são articulados em processos concomitantes de leitura e vistura de imagem e texto. A harmonia entre estes polos, bem como sua vigência paralela ou entremeada, parece garantida quando os conteúdos são repetidos nos níveis visual e verbal, porém com a incursão de um movimento aberrante – nos casos de uma imagem que transpassa, fixa, confunde, falha ou vibra sem cessar –, existe a possibilidade do pensamento se perder em tentativas sucessivas de desenvolver uma descrição racional, o que pode levar a uma ruptura da narrativa. O espaço entre os quadros, por sua vez, também pode induzir a tal desprendimento. Contudo, neste caso, a construção mental normalmente é incentivada a estabelecer a continuidade do fluxo diegético. O 7º Colóquio Filosofia e Quadrinhos tem por objetivo tratar destas questões e outras relacionadas à imagem dos quadrinhos.


01 Nov 2017 > Ocorrido há 742 dias

Contingência e temporalidade nos quadrinhos
Fabio Mourilhe

Sobre o poder de afecção das imagens e dos discursos
Lucio Salles

História em Quadrinhos e experimentação
Fernando Gerheim

Mulher Maravilha, sufragismo e feminismo
Susana de Castro

Ressonâncias da Anti-Vida
Fabio Fonseca

Quadrinhos em destaque:  Argumento, Roteiro e Imagem, qual elemento deve prevalecer?
Eduardo Moreira

Quadrinhos e sua facticidade quântica
Gazy Andraus


IFCS Largo de São Francisco n1
Looking for title...
FaLang translation system by Faboba