Filosofia e educação em errância: inventar escola, infâncias do pensar
IX Colóquio Internacional de Filosofia e Educação
NIEF - UERJ
9cife@filoeduc.org

Em sua nona edição, o Colóquio Internacional de Filosofia e Educação, organizado pelo Núcleo de Estudos de Filosofias da Infâncias (NEFI - UERJ); propõe discutir a temática "Filosofia e educação em errância: inventar escola, infâncias do pensar".

Vivemos tempos difíceis no Brasil e, em particular, no Estado do Rio de Janeiro. Configurado e legitimado o cínico Golpe de Estado na República pelas instituições corruptas dos três poderes, com o alicerce das grandes corporações midiáticas, nos últimos tempos o Governo do Estado do Rio de Janeiro explicitou, sem qualquer signo de vergonha, mas com um cinismo que se assemelha ao do Governo Federal, a sua mais absoluta falta de sentido público e político em relação à educação em geral e à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em particular, a principal instituição de ensino superior do Estado e uma das principais do país. A UERJ deixou de receber os repasses mínimos para seu funcionamento básico, os funcionários passaram a receber com muito atraso e em parcelas seus salários, os alunos mais necessitados pararam de receber suas bolsas e, por conseguinte, ela passou a trabalhar em condições extremamente precárias. No vizinho munícipio de Duque de Caxias, na chamada Baixada Fluminense, a situação é semelhante, com uma paralela mostra de desprezo do poder público pela educação pública. Em suma, vivemos uma situação vergonhosa e indigna, inadmissível para qualquer sociedade dita democrática e inaceitável para qualquer aspirante sério à política. Vale perceber que a crise política não é exclusividade do Brasil mas se estende pela América Latina com força crescente.

Nesse contexto, o Núcleo de Estudos de Filosofias e Infâncias afirma, com a organização do IX Colóquio Internacional de Filosofia e Educação, o compromisso da Universidade Pública com a promoção de espaços abertos de pensamento que permitam uma vida mais reflexiva e coloquem coletivamente em questão os problemas de nosso tempo. Busca assim engendrar um encontro coletivo de enunciação, em meio às crises e sob os efeitos perversos dos modos de exercer os poderes em nosso tempo, a partir dos afetos experimentados no enlace do corpo com as seguintes questões: Como temos problematizado, no contexto político que é o nosso, o sentido da educação e, consequentemente, o sentido da própria atividade docente? Como tem sido possível resistir aos ataques à educação pública delineando relações mais alegres e potentes entre nós e os outros nos acontecimentos de aprender e de ensinar? Por quais descaminhos novas estéticas ensinantes e aprendentes têm conseguido se esboçar firmando outras potências da vida? Que contrapontos temos traçado entre nossas errâncias educativas e o eterno retorno da força do que difere?

Enfim, trata-se de um convite para costurar juntos e estender, no espaço do pensamento e da vida e em meio aos sufocos que enfrentamos no presente, linhas e fluxos que afirmem outra política, outro pensamento, outra vida.

 

Subtemas

POLÍTICA, RESISTÊNCIA, MEMÓRIA

OCUPAÇÕES, ESPAÇOS PÚBLICOS, COMUNIDADES

TEMPOS, DESIDADES, PORVIRES

ESTÉTICAS, POÉTICAS, LINGUAGENS

AFRO, INDÍGENA, GÊNERO

CORPOS, SUJEITOS, IDENTIDADES

CURRÍCULOS, COTIDIANOS, PROVOCAÇÕES

DESLOCAMENTOS, VIAGENS, DEVIRES

ESCRITAS, LEITURAS, ATENÇÃO

IGUALDADE, DIFERENÇA, EMANCIPAÇÃO


22 Jan 2018 > Ocorrido há 242 dias
01 Out 2018 - 05 Out 2018
22 Dez 2017 - 02 Abr 2018

Ver no site do evento 

http://www.filoeduc.org/9cife/#


UERJ

Could not open URL
Prof. Dr. Walter Kohan

Ver no site do evento

http://www.filoeduc.org/9cife/#


Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Faculdade de Educação (EDU)

Programa de Pós-Graduação em Educação (ProPEd)


FaLang translation system by Faboba