I ENCONTRO NACIONAL “BIOPOLÍTICA: ORIGENS E CONSEQUÊNCIAS”
Universidade Estadual de Londrina
encontronacionalbiopolitica@gmail.com

Justificativa

O I Encontro Nacional “Biopolítica: Origens e Consequência” surge de uma antiga demanda de divulgação e experimentações em formas de evento dos trabalhos que a alguns anos o Grupo de Pesquisa “Interfaces: Filosofias, Ciências e Artes” (cujo ano de formação data de 2004) vem desenvolvendo na Universidade Estadual de Londrina (UEL-PR), instituição a qual está vinculado. Desde este período, o Grupo vem intensificando sua atuação formativa, desde Iniciação Científica até Mestrado (em Filosofia e Psicologia, respectivamente, na mesma universidade). Ademais, seus membros têm atuado constantemente em participação em eventos outros, em nível nacional e internacional, bem como em publicações. Neste sentido, vale notar que em 2000 foi realizado o evento “2011”, cujo resultado mais interessante foi a publicação em livro dos resultados obtidos durante aquele evento, a saber Michel Foucault em múltiplas perspectivas (Londrina: EDUEL, 2013), tendo, inclusive ganho apoio financeiro da Fundação Araucária do Paraná (FAP-PR) para a sua publicação.

Além disso, a principal frente de pesquisa de seu líder tem sido a quase 10 anos em torno da biopolítica, a partir da perspectiva foucaultiana, já buscando outras chaves interpretativas ao fenômeno em questão, com publicações em artigos, capítulos e organizações de livros, participações em diversos congressos e eventos sobre o tema. O que faz mister a necessidade de também atuar de modo mais incisivo nesta nova frente.

Por fim, neste ano se comemora 40 anos da apresentação pública do famoso curso Nascimento da Biopolítica, ministrado por Michel Foucault no Collège de France, preleção de extrema atualidade ainda hoje e que merece toda a atenção de diversos pesquisadores, nacionais e estrangeiros. Assim busca-se também fortalecer os vínculos com pesquisadores de outras universidades, com o intuito de continuar as parcerias de trabalho, além de fortalecer a própria pesquisa sobre este filósofo no âmbito do curso de Graduação em Filosofia e dos Programas de Pós-Graduação em Filosofia e em Psicologia da UEL.

 

Finalidade do evento

  • Implementar um espaço de discussão e reflexão sobre biopolítica e suas temáticas afins, a partir das investigações mais recentes sobre o tema;
  • Propiciar, promover e intensificar um espaço de discussão e de interação entre pesquisadores, nos seus mais variados níveis, e nas mais diferentes áreas do conhecimento, em âmbito nacional, sobre biopolítica e temas correlatos;
  • Implementar outras estratégias e plataformas formativas, por via do evento, sobre a temática geral da biopolítica, suas origens, suas consequências e desdobramentos;
  • Fortalecer o Grupo de Pesquisa Interfaces como um todo e de seus membros em particular, estabelecendo novos vínculos interativos com outros Grupos de Pesquisa e outros pesquisadores, afeitos à temática do evento e às demais áreas de interesse e atuação dos membros do Grupo;
  • Possibilitar uma ampliação dos tipos de investigação sobre biopolítica e um maior conhecimento dos teóricos mais relevantes, em nível nacional e internacional, sobre o tema geral da biopolítica;
  • Atualizar os conhecimentos e investigações produzidos sobre biopolítica.

 

Histórico de eventos anteriores

Em 2011, foi realizado o evento “Michel Foucault em múltiplas perspectivas”, que teve como resultado mais importante a publicação como livro da totalidade das contribuições então realizadas naquele evento. Esse livro, publicado em 2013, pela Editora da UEL, contou com o apoio financeiro da Fundação Araucária de fomento à pesquisa do Estado do Paraná.

A atuação em eventos tem se concentrado em participar de eventos temáticos sobre biopolítica, em nível nacional e internacional. Desse modo, com a criação do evento, pretendemos dar outro passo na viabilização de nova frente de discussão sobre o tema.

 

Comissão coordenadora

Marcos Alexandre Gomes Nalli – Coordenador

Fábio Parra Furlanete  – Colaborador (Coordenador adjunto)

Pâmela Cristina Salles da Silva  – Colaboradora

Emily Garcia  – Colaboradora

Guilherme Henrique da Silva Basco  – Colaborador

Renan Pavini Pereira da Cunha  – Colaborador

Franco Pereira Leite  – Colaborador

David Vergílio Moura  – Colaborador

Maria Giulia Lima Carlessi  – Colaboradora

Rodrigo Lima de Oliveira  – Colaborador

 

Comitê científico

Miguel Ângelo Oliveira do Carmo (UFPB)

Cesar Candiotto (PUC-PR)

José Fernandes Weber (UEL)

Sonia Regina Vargas Mansano (UEL)

Américo Grisotto (UEL)


21 Nov 2018 > Ocorrido há 358 dias
21 Nov 2018 - 22 Nov 2018 - 23 Nov 2018
08 Out 2018 - 07 Nov 2018
08 Out 2018 - 09 Nov 2018

PROGRAMAÇÃO

21/11/2018

19:30 – ABERTURA

20:00 – PALESTRA DE ABERTURA:

            Oswaldo Giacoia Junior (UNICAMP)

            “Sobre o Conceito de Biopolítica”

 

22/11/2018

14:00 – 18:00 – COMUNICAÇÕES

18:30 – 19:30 – APRESENTAÇÃO CÊNICA

20:00 – PALESTRA:

            Cesar Candiotto (PUC-PR)

            “Biopolítica e desejo de segurança”

 

23/11/2018

14:00 – 18:00 – COMUNICAÇÕES

18:30 – PALESTRA:

            Fábio Parra Furlanete (UEL)

            “A política da experiência estética”

19:30 – APRESENTAÇÃO MUSICAL (ENCERRAMENTO):

            Fábio Furlanete e MUT657 – “Política, Estética, Improvisação e outras coisinhas mais”


Centro de Letras e Ciências Humanas (CLCH) - Universidade Estadual de Londrina - Londrina/Paraná

Could not open URL
MARCOS NALLI

Consultar o modelo disponível (inclusive com papel timbrado) e respectivas normas em https://encontronacionaldebiopolitica.wordpress.com/submissao-de-resumo/

 

TÍTULO

Autor (es)

                                                                                                                      Vínculo institucional

e-mail

 

O resumo expandido deverá ser redigido entre três e cinco páginas. O texto deverá obedecer as regras padrões da ABNT, justificado em todas as suas margens, com espaçamento entrelinhas de 1,5, fonte Times New Roman, tamanho de fonte 12. Sistema de referências autor-data (FOUCAULT, 2008) para citações indiretas, sendo que citações até três linhas devem ser feitas no corpo do texto entre aspas duplas e indicando também a página da referência. Citações acima de três linhas deve ser feitas em destaque, com recuo de 4cm, sem aspas e com espaçamento também de 1,5, como no exemplo abaixo:

A comunidade não é um lugar de chegada, mas sempre de partida. E assim a partida mesma para o que não pertence e não poderá pertencer. Por isto a communitas está bem longe de produzir efeitos de comunalidade, de agrupamento, de comunhão. Não acolhe e não protege. Ao contrário, expõe o sujeito ao risco mais extremo: aquele de perder, com a própria individualidade, os confins que garante a intangibilidade da parte do outro. De derrapar repentinamente no nada da coisa. (ESPOSITO, 2006, 150-151)

Deve se evitar ao máximo notas de rodapé, limitando-se a notas de comentários. Todas as referências devem, sem exceção, ser feitas no corpo do texto. Títulos de livros citados no texto devem ser em itálico. Para os títulos de artigos ou capítulos, usar aspas simples. Destaques ao texto (grifos) devem ser feitos em negrito.

O texto deve obedecer a seguinte estrutura mínima:

 

Introdução

 

Desenvolvimento

 

Considerações Finais

 

Referências Bibliográficas

 

(Ex. para livro)

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7. ed. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

 

(Ex. para capítulo de livro)

LEMOS, Flávia Cristina Silveira; GALINDO, Dolores; LOBO, Lília Ferreira et al. ‘Ressonâncias arqueológicas e genealógicas na análise de documentos: considerando a história como acontecimento’. In: LEMOS, Flávia Cristina Silveira. et al. (Org.). Estudos com Michel Foucault: Transversalizando em psicologia, história e educação. Curitiba: CRV, 2015.

 

(ex. para artigo)

NALLI, Marcos. ‘Communitas/Immunitas: A releitura de Roberto Esposito da biopolítica’. Revista de Filosofia Aurora, Curitiba, v. 25, n. 37, p. 79-105, jul./dez. 2013.

(ex. para website)

LEMKIN, Raphael. ‘Le crime de génocide,’ Revue de Droit International, de Sciences Diplomatiques et Politiques, 24 (octobre-décembre, 1946): 213-222. Versão digital consultada no sítio http://www.preventgenocide.org/fr/lemkin/legenocide1946.htm; acessado em 22 de agosto de 2018.

 


Fundação Araucária

Universidade Estadual de Londrina (UEL/PR)

Pró-Reitoria de Estensão (PROEX/UEL)

Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UEL

Mestrado em Psicologia da UEL

Grupo de Pesquisa (CNPq) Interfaces: Filosofias, Ciências e Artes

 


FaLang translation system by Faboba