II Seminário de Filosofia Clássica Alemã
Universidade Federal de Mato Grosso
seminariodefilosofiaalema@gmail.com

Chamada de comunicações

 

Estão abertas as chamadas de comunicação para o II Seminário de Filosofia Clássica Alemã, a ocorrer em Cuiabá – MT, na Universidade Federal de Mato Grosso, entre os dias 14 e 16 de agosto de 2019.

Serão aceitos trabalhos que sejam frutos de pesquisa acadêmica e estejam relacionados com filosofia clássica alemã, entendida como filosofia produzida em língua alemã nos períodos entre Leibniz e a morte de Hegel.

Estimula-se trabalhos de diversos tipos, sejam interpretativos, historiográficos, releituras de autores contemporâneos de autores e problemas da filosofia clássica alemã, assim como releituras voltadas para a atualização da filosofia clássica alemã.

 

Sobre o II Seminário de Filosofia Clássica Alemã:

Este evento é continuação do “I Seminário nacional sobre filosofia clássica alemã da UFJF”, com os grupos de pesquisa “Dialética”, “Iluminismo à Contraluz” e “NUFCAL – Núcleo de Pesquisas em Filosofia Clássica Alemã”. Esta edição envolve uma ampliação do evento, de maneira a pensa-lo como um evento contínuo e de abrangência nacional e internacional.

O objetivo deste Seminário é reunir pesquisadores da ampla área da Filosofia Clássica Alemã, envolvendo estudos de filosofia em língua alemã que abrangem o período histórico da primeira metade do século XVIII até a metade do século XIX. Podemos destacar neste amplo e rico período de tempo histórico a recepção da filosofia de Leibniz e sua sistematização no pensamento de Christian Wolff, envolvendo discussões em torno da metafísica, da psicologia, da teologia e da lógica, assim como a criação da Estética como disciplina filosófica com Baumgarten – este período marca o desenvolvimento do Iluminismo no seu auge, no mundo de língua alemã; a gênese do pensamento de Kant e o desenvolvimento da filosofia crítica, tendo como ponto de inflexão a obra Crítica da Razão Pura; o desenvolvimento da filosofia da história a partir da recepção da Teodiceia, de Leibniz, e das filosofias de Herder e Kant; a recepção crítica da filosofia kantiana, ensejando a discussão entre céticos e filósofos críticos, o que dá origem a desdobramentos da filosofia transcendental kantiana em diferentes formas de pensamento, como o Romantismo Alemão, o Idealismo Alemão e a filosofia de Schopenhauer; o desenvolvimento da dialética moderna em Fichte, Hegel e Schelling, assim como o surgimento da hermenêutica filosófica com Schleiermacher. Delimitamos, desta forma, a filosofia clássica alemã entre a recepção da obra de Leibniz até a morte de Hegel, tendo como centro fulcral a publicação da Crítica da Razão Pura.

O amplo espectro histórico traz consigo um igualmente amplo espectro de temas e perspectivas de tratamento, envolvendo todas as áreas da filosofia e igualmente discussões transdisciplinares em diversas áreas científicas, como a física, a biologia, a história, a psicologia, a política e as artes em geral.

Além do estudo histórico, o evento também busca e estimula o debate contemporâneo por meio de conceitos e argumentos da filosofia clássica alemã que sobrevivem ao tempo e que estão, em muitos casos, ainda na base das discussões contemporâneas (ainda que, por vezes, de modo reprimido ou esquecido na sua origem histórica). O diálogo entre filósofos contemporâneos com a filosofia clássica alemã é considerado por nós como fundamental para uma boa compreensão do processo crítico de desenvolvimento das ideias, concepções de mundo e argumentos, sem a qual não podemos ter uma visão adequada do nosso tempo. Neste sentido, destacamos a discussão em torno do iluminismo diante da sua crise cultural e política na contemporaneidade, a relação entre as concepções modernas, românticas e do idealismo alemão em torno da natureza e do homem na relação com a crise ambiental, a formação pedagógica e social do homem na educação, o lugar da religiosidade e da teologia na sociedade moderna (de consumo e atomizada), e principalmente a discussão em torno da atualização da dialética em relação com teorias contemporâneos como a teoria da evolução da biologia pensada de maneira universalizada em termos filosóficos.

O evento contará com conferências e comunicações, visando estimular trabalhos nas seguintes áreas: o racionalismo na filosofia alemã; a gênese da filosofia de Kant; a filosofia crítica de Kant; a concepção de natureza na filosofia alemã; educação e sociedade; o desenvolvimento da dialética; ética na filosofia clássica alemã; teologia, metafísica e filosofia transcendental; filosofia clássica alemã e fenomenologia; filosofia clássica alemã e teoria crítica; filosofia clássica alemã e hermenêutica; filosofia clássica alemã e filosofia analítica; filosofia clássica alemã e lógica; atualização da dialética; o iluminismo na filosofia clássica alemã; estética e arte na filosofia clássica alemã; reconhecimento e liberdade.

 

Conferencistas confirmados até o momento: Adriano Kurle (UFMT), Bruno Cunha (UFSJ), Eduardo Luft (PUCRS), Luciano Utteich (UNIOESTE-PR), Luis Henrique Dreher (UFJF), Mario Spezzapria (UFMT), Roberto Freire (UFMT), Rodrigo de Jesus (UFMT), Wendell Lopes (UFMT).

Normas para envio:

As propostas de comunicação devem conter título, nome do autor com titulação e vínculo institucional (quando houver), um resumo entre 300 e 500 palavras, entre três e cinco palavras-chave e bibliografia básica. As exposições terão 20 minutos + 10 minutos de debate.

Serão aceitos trabalhos em português, espanhol e inglês.

Prazo final para envio de proposta: 06/07

Confirmação de aceite: até 21/07

Os trabalhos devem ser enviados para o seguinte e-mail:

seminariodefilosofiaalema@gmail.com

Os critérios para seleção dos trabalhos são os seguintes: adequação da proposta ao tema do evento, clareza na exposição do tema, correção e relevância das referências, qualidade gramatical da escrita.

Os trabalhos serão julgados pelo comitê organizador.

 

Comitê Organizador:

Adriano Bueno Kurle (UFMT)

Bruno Cunha (UFSJ)

Luciano Utteich (UNIOESTE-PR)

Luis Henrique Dreher (UFJF)

Mario Spezzapria (UFMT)


14 Ago 2019 > Ocorrido há 34 dias
14 Ago 2019
06 Jul 2019
09 Ago 2019

A ser anunciado.


Could not open URL
Adriano Bueno Kurle

Normas para envio:

As propostas de comunicação devem conter título, nome do autor com titulação e vínculo institucional (quando houver), um resumo entre 300 e 500 palavras, entre três e cinco palavras-chave e bibliografia básica. As exposições terão 20 minutos + 10 minutos de debate.

Serão aceitos trabalhos em português, espanhol e inglês.

Prazo final para envio de proposta: 06/07

Confirmação de aceite: até 21/07

Os trabalhos devem ser enviados para o seguinte e-mail:

seminariodefilosofiaalema@gmail.com

Os critérios para seleção dos trabalhos são os seguintes: adequação da proposta ao tema do evento, clareza na exposição do tema, correção e relevância das referências, qualidade gramatical da escrita.

Os trabalhos serão julgados pelo comitê organizador.


Departamento de Filosofia da UFMT

PPG em Filosofia da UFMT

PPG em Filosofia da UFJF

GP Dialética

GP Iluminismo à Contraluz

NUFCAL



FaLang translation system by Faboba