Bolsas de pós-doutorado em Filosofia Departamento de Filosofia Universidade de São Paulo (Brasil)

O projeto de pesquisa “Poder, conflito e liberdade: Espinosa e os percursos da filosofia política moderna e contemporânea acerca da democracia”* oferece três (3) bolsas de pós-doutorado junto ao Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo, nas seguintes áreas:

-Filosofia Política Moderna (séculos XVI-XVIII)
-Filosofia Política Contemporânea
-História da Filosofia Moderna (séculos XVI-XVIII)

As bolsas têm duração de dois anos, podendo ser renovadas por até um ano e meio (desde que dentro da vigência do projeto geral). Elas devem começar em outubro de 2020. Cada bolsista ficará ligado ao Departamento e deverá participar das atividades organizadas pelo Grupo de Pesquisa (seminários de pesquisa, colóquios, discussões), além de auxiliar na realização de relatórios científicos e prestações de contas. Estas bolsas não contemplam atividades oficiais de ensino.

As bolsas serão financiadas pela Fapesp, com o valor mensal de R$7.373,10 (eventuais variações seguirão a tabela da fundação).

Os candidatos podem apresentar-se para mais de uma bolsa. Será exigido doutorado na área de filosofia, de preferência obtido em data não anterior a 2015. Para cada bolsa, o candidato deverá enviar:

-um Curriculum Vitae atualizado;
-cópia do diploma de doutorado ou ata de defesa (estrangeiros não precisam traduzir);
-um projeto de pesquisa (não mais de 10 páginas, acompanhado de uma folha suplementar de bibliografia), especificando os tópicos a serem estudados, um cronograma de pesquisa e a publicação esperada, bem como a relação com o tema do projeto principal;
-cópia de um artigo publicado (pode ser também de um capítulo da tese de doutorado);
-uma carta de recomendação.
 

Somente serão aceitos documentos em PDF enviados para o endereço eletrônico abaixo. Os candidatos serão notificados do recebimento do material por e-mail, devendo fornecer um e-mail de contato nos documentos de inscrição.

Os documentos enviados e as avaliações de seleção serão tratados confidencialmente. O comitê de avaliação apresentará somente o nome dos candidatos aceitos, na página do Departamento, bem como os notificará via e-mail.

A data final para o envio dos documentos é 5 de agosto de 2020.
A lista das inscrições deferidas será divulgada no site do Departamento de Filosofia da USP no dia 6 de agosto de 2020.
Recursos poderão ser apresentados até 48 horas depois da divulgação da lista de inscritos.
A lista definitiva de inscritos será publicada no dia 10 de agosto de 2020.
Os resultados serão divulgados até dia 1 de setembro de 2020.
As candidaturas podem ser apresentadas em português, inglês, francês, italiano ou espanhol.

Os documentos devem ser enviados para: http://filosofia.fflch.usp.br/posdoc/edital012020/inscricao

Mais informações podem ser obtidas nos seguintes endereços:
Departamento de Filosofia da USP: filosofia.fflch.usp.br
FAPESP: www.fapesp.br
 
* Resumo do Projeto:
Três momentos são decisivos na constituição da filosofia política: aquele que Moses Finley denominou com a expressão "a invenção da política" para se referir ao nascimento da democracia grega e da república romana; aquele definido com Maquiavel a partir da divisão originária da sociedade entre o desejo dos Grandes de oprimir e comandar e o do Povo de não ser oprimido nem comandado; e aquele que, com Espinosa, marcou a ideia moderna de democracia como poder imanente à multitudo ou potência coletiva de criação e expressão de direitos. Esses três momentos abrem o campo da história da invenção da república e da democracia como exercício da liberdade e invenção dos direitos, a política se efetuando como passagem da lógica da força à lógica do poder, isto é, da guerra à legitimidade do conflito sob as leis. Desses três momentos fundadores, tomaremos como eixo a concepção moderna de origem espinosana. Por intermédio dela, serão examinadas, de um lado, o significado político do surgimento das ideias modernas de indivíduo e direito natural/civil, e, de outro lado, as continuidades e rupturas no pensamento político trazidas pela filosofia contemporânea - ou seja, o desenvolvimento das ideias de luta de classes, de Estado, de poder e de violência. Julgamos que é possível encontrar aí uma tradição no interior da qual o pensamento político de Espinosa ganha nova luz, tradição desenhada por autores contemporâneos que, assim como Espinosa, preocupados em balizar a instância legítima do conflito, buscaram apoio nos antigos e em Maquiavel para compreender a participação política dos cidadãos sob a égide da luta pela garantia e pela conquista de novos direitos, tendo por referência a defesa da liberdade de dissenso.
FaLang translation system by Faboba