XII COLÓQUIO “MICHEL DEBRUN”

XII COLÓQUIO “MICHEL DEBRUN”
“Auto-Organização, Identidade e Tecnologia”
27 e 28 de Abril de 2016
Anfiteatro do IBB – UNESP – Campus de Botucatu
Proposta:
           
            Em uma série de escritos ainda inéditos, que serão publicados em livro em 2016, Michel Debrun analisou a formação da identidade nacional em termos de um processo auto-organizativo. A mesma abordagem foi adotada em sua análise da identidade pessoal, nos dois capítulos já clássicos que apareceram em 1996 na primeira coletânea sobre Auto-Organização (publicada pelo Centro de Lógica e Epistemologia da UNICAMP), que agora completa 20 anos.
            No caso da identidade nacional brasileira, se trataria de um processo ainda restrito a alguns setores de atividade, como as festividades carnavalescas e futebolísticas. No plano econômico-político, a formação desta identidade seria ainda incipiente. Em uma visão retrospectiva, podemos agora observar que durante todo o Séc. XX processos de auto-organização nacional foram limitados pela escassez de meios de interação entre os indivíduos e grupos sociais, o que cedia terreno para que elites oportunistas de todos os matizes políticos se apropriassem ideologicamente da mobilização popular. No Séc. XXI, com o advento e disseminação das tecnologias da informação, abre-se um novo espaço de interatividade social, em que a comunicação “de todos com todos” em uma comunidade pode se realizar de modo sistemático, ampliando os recursos  de democracia participativa. Além deste novo horizonte político, o progresso tecnológico também abre novas possibilidades (positivas e negativas) no plano da identidade pessoal, como enfocado, por exemplo,  na proposta “Transhumanista” de criação de novos tipos de identidade pessoal.
Propomos uma discussão interdisciplinar dos impactos do progresso tecnológico frente aos processos econômicos, políticos, culturais e pessoais, a partir das seguintes questões:
1.    Em que medida as inovações tecnológicas favorecem (ou desfavorecem) a construção de identidades nacionais e/ou pessoais mais consistentes?
2.    Como os processos de auto e hétero-organização se combinam no fazer tecnológico?
3.    Podem as tecnologias da informação ser úteis para a implementação de novos mecanismos democráticos? Como utilizá-las para melhorar os processos educacionais em sociedades democráticas?
Normas para a Submissão de Trabalho para a Sessão de Pôster
Os trabalhos a serem apresentados na forma de painel serão selecionados segundo os critérios de relevância, originalidade e pertinência ao tema proposto. As linhas temáticas para envio de trabalho devem ter relação com Auto-Organização, Identidade Nacional/Pessoal, Informação  e/ou Tecnologia, tais como:
§  Informação na Sociedade Tecnológica
§  Auto-Organização, Sistemas Complexos e Ciências Aplicadas
§  Auto-Organização, Identidade Nacional e Identidade Pessoal
§  Auto-Organização e Processos Criativos com uso da Tecnologia
§  Identidade Nacional e Pessoal na Sociedade Tecnológica
§  Tecnologia, Ética e Sociedade
§  O papel da Semiótica na Sociedade Tecnológica
Os resumos dos trabalhos deverão conter em torno de 250 palavras e constar as seguintes informações no cabeçalho:
·      Título do trabalho
·      Nome do autor
·      Nome do orientador (se houver)
·      Nome da instituição à qual se encontra vinculado
·      Endereço eletrônico
Os textos deverão estar no formato word for windows, fonte Times New Roman tamanho 12.
Cada painel deverá ocupar um espaço máximo de 90cm por 100cm.
Os resumos deverão ser encaminhados até 3 de abril de 2016 através do e-mail: colmicheldebrun2016@gmail.com
FaLang translation system by Faboba